Arquivos

maio 2011
D S T Q Q S S
« abr   jun »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Agora que vcs já viram o básico sobre a iluminação, vamos dar dicas de como isso tudo funciona em sua casa, separado por ambientes. Espero que gostem!

Hall de Entrada


Como a iluminação dos elevadores é baixa, assim como a dos corredores internos de circulação, opte por uma iluminação de baixa intensidade, podendo apresentar alguma iluminação decorativa como o uso de dicroicas iluminando algum detalhe decorativo na parede.

Sala de Estar

Na iluminação da sala é importante utilizar luminárias para iluminação direta que vão dar a luminosidade do ambiente. Elas podem ser arandelas, lustres, pendentes, colunas ou abajures de cúpula translúcida, que iluminam de maneira agradável. Cuidado para não exagerar e causar uma sensação desconforto.


A iluminação indireta também tem seu lugar na decoração da sala e vc pode utiliza-la para realçar itens importantes da decoração, como quadros ou objetos através de lâmpadas halógenas e dicróicas. Não use demais a iluminação decorativa e evite abusar focos dirigidos sobre os sofás, eles criam sombras incômodas no rosto das pessoas que estão sentadas.


Certamente a sala será onde teremos maior quantidade de luminárias, por isso essa iluminação deve estar com circuitos diferentes para acender a iluminação em várias etapas ou deve utilizar “dimmers” que regulam a intensidade da luz para cada ocasião.

Sala de Jantar

A utilização campeã para as salas de jantar, sem dúvida é o pendente a uma distância de 60 a 80 cm entre a luminária e a mesa. Nesse caso devemos evitar a Não utilização de lâmpadas halógenas ou incandescentes que projetam luz marcante e irradiam muito calor.

No caso de cozinha americana com bancada e mesa conjugada a opção dos pendentes também funciona bem.

Cozinha

As lâmpadas de baixa reprodução de cores podem confundir e mascarar alimentos impróprios para o consumo, por isso as mais indicadas para a cozinha são mesmo as fluorescente por propiciar uma luz clara, brilhante e sem sombra. Podemos optar também pela utilização de lâmpadas halógenas na base dos móveis localizados na bancada da cuba e nas áreas de apoio.

Dormitório

No quartos podemos desempenhar várias atividades e por isso para que a iluminação seja eficiente a melhor forma é distribuir a iluminação em diversos pontos do quarto, evitando assim o ofuscamento da visão nas atividades.

Todo o layout das luminárias vai depender dos hábitos pessoais do morador, mas em geral devemos utilizar um “dimmer” para regular a luz na intensidade de acordo com cada atividade. Não podemos esquecer também da luminária de cabeceira com luz suave para leitura, que também serve para o não ofuscamento ao ligar à luz a noite para se levantar da cama.

Uma dica interessante é usar o espelho posicionando-o de forma a duplicar a sensação de luminosidade.
Se vc tem uma bancada de estudo no quarto de hóspede, por exemplo, precisa de uma luz complementar, com focos mais direcionados para a sua atividade.

No closet é melhor luzes laterais para evitar as sombras. Nas penteadeiras procure utilizar uma luminária de frente ao seu rosto, não é a toa que os camarins têm todas aquelas lampadazinhas na moldura do espelho.
No geral a iluminação do quarto deve ser indireta, com luminárias que iluminem o quarto de forma suave, aliada a utilização da luz amarela, causando uma sensação de conforto e aconchego.

Banheiro


Para os banheiros, ambientes que produzem muita umidade, as lâmpadas de baixa voltagem podem ser usadas com segurança se os bulbos forem lacrados para proteção contra vapor e condensação.

Utilize as luminárias com iluminação suave, para promover o conforto e localizadas acima da visão do olho. No espelho do banheiro a iluminação deve ser lateral e superior, uma boa dica é usar lâmpadas de tungstênio em volta, como nos camarins, porque ela projeta uma luz mais quente na face e permitem uma luz uniforme e sem ofuscamento.

Aproveite para assistir mais um video da TVcasa com o arquiteto Rafael Serradura e ficar fera na escolha certa da lâmpada e da luminaria para cada ambiente.

 

Gostaram das dicas? Agora não vale mais errar, viu? O´próximo post será sobre iluminação comercial. Pra vc que está montando seu escritório, não pode perder, ok?

Fontes: http://acervodeinteriores.com.br/, http://www.julianateles.com.br/, anuário de arquitetura e decoração, http://www.casaabril.com.br/ , http://pro.casa.abril.com.br e as fontes anteriores relativas ao tema.

7 respostas a Iluminação Residencial

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>